Quer se trate de salsa, cebolinha ou manjericão, esta é a melhor forma de conservar ervas picadas.

Sobremesas

Em um mundo ideal, todos teríamos nosso pequeno jardim urbano em casa ou, pelo menos, alguns bons vasos para cultivar algumas ervas aromáticas. O confronto com a realidade nos faz depender do produto do supermercado, ervas que ficam muito brilhantes nas embalagens, mas que estragam em casa a uma velocidade espantosa. Qual é o melhor método para mantê-los nas melhores condições? Tentamos sistemas diferentes e há um vencedor claro.

Salsa, manjericão, tomilho, cebolinha, coentro, endro ... os supermercados há muito que nos oferecem uma boa variedade das principais ervas aromáticas que usamos regularmente na cozinha, muitas vezes da agricultura biológica. Em sua maioria, são apresentados em embalagens plásticas semirrígidas, uma opção pouco sustentável, mas buscam protegê-los pelo maior tempo possível.

Este é o seu principal problema: as ervas minimamente processadas são um produto extremamente delicado com uma vida útil muito curta. É a principal razão pela qual são vendidos sem lavar, já que isso acelera o processo de decomposição. É algo semelhante ao que acontece com os frutos silvestres e os frutos silvestres: basta lavá-los na hora de utilizá-los.

Como manter ervas frescas em casa?

A forma mais óbvia de conservação é simplesmente guardar o recipiente tal como está no frigorífico, mesmo depois de aberto. É um produto que se comercializa refrigerado e, como tal, deve ser guardado em casa. Usaremos as ervas retirando-as somente na medida em que for necessário, deixando o restante intocado na embalagem, de preferência em local não muito frio.

Mas quem comprou esse formato sabe que eles geralmente não duram muito em boas condições. No popular Kitchn, eles testaram cinco métodos populares de preservação para comparar sua eficácia, e nós fizemos o mesmo. São os sistemas mais simples, sem ter que recorrer a gadgets específicos, e que nos servirão também para as plantas compradas a granel ou que nós próprios recolhermos.

Da mesma forma que dentro da embalagem comercial podem durar bem alguns dias, dependendo do estado em que chegam em nossa casa, também dentro de um saco plástico comum daqueles para pesar as frutas pode dar resultados medianos decentes, desde que conservado na geladeira. O ideal, além disso, é revê-los de vez em quando para retirar as peças que estão em pior estado.

Os três melhores métodos de preservação doméstica e um claro vencedor

Para o nosso pequeno experimento caseiro, compramos um monte de manjericão, um monte de cebolinhas e um punhado de salsa no mesmo dia. Sem aplicar nenhum tratamento prévio, exceto descartar as folhas já murchas ou secas, aplicamos três sistemas diferentes para conservar essas ervas em casa:

  1. Em uma jarra com fundo coberto com dois dedos de água, dentro da geladeira.
  2. Em uma jarra também com água, cobrindo as folhas com um saco de freezer, na mesa da cozinha.
  3. Embrulhado em várias folhas de papel de cozinha muito úmido, dentro de um saco congelador fechado, na geladeira.

Depois de uma semana, esses foram os resultados obtidos.

1. Jarra com água na geladeira (cebolinhas)

A base de quase todos os ramos parecia murcha, alguns relativamente bem preservados, embora todo o buquê precisasse de um corte nas duas pontas antes de ser consumido. Boa parte das cebolinhas encontrava-se quase inteira na parte central do corpo, firme, com boa cor e aroma, mas outras peças, cerca de metade, já eram intragáveis.

Este método é simples e tem sido praticado em todas as casas ao longo da vida, tal como acontece com as flores decorativas. Quando colocado na geladeira -colocamos na área menos fria-, a conservação é prolongada em relação à temperatura ambiente. É um sistema confortável que pode ser útil para uma conservação mais curta.

2. Jarra com água coberta com um saco, em temperatura ambiente (manjericão)

Este curioso método aprimorado do clássico já mencionado é na verdade uma proposta de outro médium americano, Bon Appétit, que eles chamam de "nosso melhor truque para preservar o manjericão". Em Kitchn não ficaram muito convencidos, embora deva notar-se que usaram salsa e puseram-na no frigorífico.

Nosso manjericão resistiu melhor do que o esperado, deixando de lado as pequenas picadas de insetos - o verão é uma época ruim. Embora algumas folhas tenham aparecido já murchas e outras com algumas manchas, a maioria manteve-se em bom estado, com todo o seu aroma.

3. O melhor sistema: papel de cozinha molhado em um saco dentro da geladeira

Nossa salsa ficou tão lustrosa quanto a de Kitchn, com apenas algumas folhas menos vívidas, mas nenhuma delas desbotada ou danificada. O cacho era fresco, aromático e crocante, sem umidade nas folhas ou caules, exuberante e feliz.

Para aplicar este sistema é necessário pegar no mínimo três ou quatro folhas de papel absorvente, umedecer bem e escorrer, pressionando com o punho em forma de bola, de forma que todas as folhas fiquem molhadas mas sem pingar. A seguir são abertos com cuidado para não quebrar as folhas, são colocados em várias camadas e as ervas são colocadas dentro para enrolá-los.

O ideal é não apertar muito, para que respire um pouco, formando um rolo acolchoado. Em seguida, é colocado em um saco zip lock, tentando extrair o máximo de ar possível, mas sem amassá-lo, e armazenado na geladeira.

Tag:  Receitas Seleção Sobremesas 

Artigos Interessantes

add